1 de ago de 2014

VEJA O TEMPO – REDAÇÃO: FREI EGISTO.

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes
São Paulo-SP
 


Frei Egisto
 
 
        A natureza está sempre feliz com o sol e a chuva. A natureza necessita dos dois e sabe tirar proveito em cada situação.

        Para nós, vejo que é diferente. Queremos só as coisas boas que achamos. Não sabemos ter uma harmonia em nossa vida. Se as coisas vão bem, falamos: choveu na minha horta. Caso as coisas não vão bem falamos: está uma secura em meu coração.

        A vida é bela! Com os acontecimentos bons e com os fatos não tão bons. Muitas vezes reclamamos muito e deixamos de viver uma vida de felicidade.

        Vamos aprender com a natureza. É preciso ter as coisas boas e os sofrimentos e fazer uma lapidação para viver sempre com um coração agradecido. O sofrimento por que você passa faz a alegria brilhar muito mais.

        Como estamos? Agora é tempo de continuar com a mesma animação e alegria, porque a nossa missão continua. Se não houvesse escuridão, como saberíamos o que é a luz? Vamos ser luz para iluminar por meio de atitudes o caminho dos irmãos.

        O cristão não deve querer aparecer, mas, quando age de forma positiva, quando vive os valores do Evangelho na família e na comunidade, a luz de seu exemplo aparece luminosa e clareia o caminho para os irmãos. Dessa forma, pela força da Graça de Deus e por seu exemplo de vida, tudo ao redor do cristão transforma.

        Vamos observar a natureza e aprender que na união do sol e da chuva, a vida fica mais bela.

Frei Egisto Cansian, OAR. (Editorial do Informativo “A VOZ DE LOURDES” – São Paulo-SP, julho de 2014).
 

 


SAIBA MAIS ACESSANDO O NOSSO SITE OFICIAL:



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário