13 de fev de 2015

13 DE FEVEREIRO: BEATA CRISTINA DE SPOLETO

Província Santa Rita de Cássia
Brasil



Chamava-se Agostinha Camozzi. Filha de um médico ilustre de Osteno (Como), casou-se muito jovem com um trabalhador; pouco depois enviuvou. Apaixonou-se por ela um oficial do Exército, com quem teve um filho, que morreu pouco depois. Casada novamente com um camponês de Marians, diocese de Mântua, apaixonou-se por ela um outro homem que matou seu marido. Por esta e outras causas, o assassino foi condenado à morte. Agostinha resolveu mudar de vida. Escolhe Verona como residência e ali, desejando imitar a Cristo, toma o nome de Cristina e faz profissão como agostiniana secular.
Sua vida de penitência foi extraordinariamente áspera. Sua oração e suas obras de misericórdia constantes. Viveu em diversos mosteiros de Agostinianas, mas afastava-se logo que percebia ser bem tratada e admirada. Em 1457 começou uma peregrinação a Assis, Roma e Jerusalém. Morreu, ao passar por Spoleto, no dia 13 de fevereiro de 1458 com grande fama de santidade. Suas relíquias conservam-se na igreja ex-agostiniana de São Nicolau, em Spoleto. Gregório XVI confirmou seu culto em 1834.

Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:

Nenhum comentário:

Postar um comentário