3 de mar de 2015

A VIRGEM MARIA NA QUARESMA.

Província Santa Rita de Cássia
Brasil




        A Virgem Dolorosa está intimamente associada a Cristo crucificado no plano salvífico de Deus. Como Cristo é o homem de dores (Is 53,3), por quem Deus quis reconciliar consigo todos os seres: os do céu e os da terra, fazendo a paz pelo sangue da sua cruz (Col 1,20), assim Maria é a “mulher de dores”, que Deus quis associar ao seu Filho, como sua mãe e partícipe da sua Paixão.

        Desde a infância do Senhor, todos os dias da Virgem transcorreram sob o sinal da espada (cf Lc 2,35). Por isso, a Quaresma é também um tempo oportuno para crescermos no nosso amor filial por Aquela que ao pé da Cruz entregou o seu Filho, e se entregou Ela mesma com Ele, para a nossa salvação. Podemos expressar este amor filial durante a Quaresma pela prática das devoções marianas próprias deste tempo: as “Sete dores de Maria”; a devoção a “Nossa Senhora das Dores” (cuja memória litúrgica é celebrada na sexta-feira da V semana de Quaresma); e a recitação do Santo Rosário, especialmente dos mistérios dolorosos.

Edição para o blog: Frei Ricardo, OAR


Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário