29 de dez de 2016

JÁ COMEÇARAM OS ENCONTROS INTERPROVINCIAIS EM FUNÇÃO DA REESTRUTURAÇÃO DA ORDEM DOS AGOSTINIANOS RECOLETOS COMO DECIDIDO NO ÚLTIMO CAPÍTULO GERAL (2016).

Ordem dos Agostinianos Recoletos
América Latina

Frei Nicolás, sexto da esquerda para direita.


        Neste mês de dezembro/2016 os Conselhos Provinciais e os Superiores Maiores da Ordem dos Agostinianos Recoletos iniciaram suas reuniões para tratarem das uniões das províncias como foi decidido no último Capítulo Geral da Ordem (2016). O Prior Geral, Frei Miguel Miró Miró convidou os frades recoletos para terem uma nova visão de serem verdadeiros criadores de comunhão.

        No Panamá, o Prior Geral encontrou com os priores e conselhos provinciais das províncias de Nossa Senhora da Candelária e de Nossa Senhora da Consolação. Já em Buenos Aires (Argentina), o encontro foi entre os priores provinciais e vigários das províncias de São José, Santo Tomás de Vilanova e Santa Rita de Cássia, esta última, província da qual fazemos parte, representada pelo nosso Prior Provincial, Frei Nicolás Perez Aradros-Rúbio. E, em Madri, o encontro foi com os conselhos provinciais de São Nicolau de Tolentino e Santo Agostinho.

Explicar, ouvir e refletir sobre a reestruturação da Ordem.

        O Prior Geral, Frei Miguel Miró, esteve presente nas reuniões do Panamá e Buenos Aires, depois de ter encontrado anteriormente com priores provinciais de Santo Agostinho e São Nicolau, no México. Em várias ocasiões, ele salientou que é necessário “os irmãos adentrarem no processo de reorganização da Ordem, ouvir as contribuições e refletir juntos sobre a presença e projetos comuns da Ordem nos diversos países”.

        Com estas reuniões deram-se os primeiros passos para a compreensão mútua, formando comissões de trabalhos e promovendo gestos concretos no que tange a formação inicial e a aprendizagem ao longo da vida religiosa e recoleta.

Oito para quatro províncias.

        No 55º Capítulo Geral da Ordem, que terminou em 25 de outubro deste ano de 2016, ficou decidido reestruturar a Ordem dos Agostinianos Recoletos passando de oito províncias para quatro. No Projeto Vida e Missão da Ordem, está determinado que a união se dê por um processo que culminará em 2018.

        As reuniões conjuntas levam-nos à oportunidade de conhecemo-nos melhor e, adentramos na realidade de cada província, identificando as prioridades para a reestruturação das mesmas. Tem se tomado muito cuidado em ressaltar que o processo é gradual, tanto no aspecto humano, religioso, canônico e jurídico.

A nova mentalidade

        Frei Miguel Miró Miró expressou o desejo de “que a reorganização da Ordem ajude a toda família recoleta a serem verdadeiros criadores de comunhão, abrindo-se ao Espírito na disponibilidade para a vida fraterna e evangelização. Se não abrirmos os nossos corações e não mudarmos nossa mentalidade será impossível seguirmos em frente. Precisamos de uma nova atitude: ir com alegria onde a Igreja e a Ordem nos necessitam”.

Fonte: Site da Ordem dos Agostinianos Recoletos
Tradução e edição: Frei Ricardo Alberto Dias, OAR







Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:



Nenhum comentário:

Postar um comentário